Como ter seu próprio veículo de comunicação – o caminho dos blogs Parte I

É um termo e uma ação nova em nosso metiê, pelo menos para a maioria, mas jornalista pode sim empreender! Esse era um cenário inimaginável há bem pouco tempo. Sem internet então, era impossível conceber a ideia. Pela tradição, jornalista bom era aquele que conquistava uma vaga em um reconhecido veículo de comunicação: rádio, televisão ou jornal impresso. Tornava-se popular pelas reportagens que fazia. Ou ainda, aquele que ingressava ou até fundava uma grande agência de comunicação e assessoria de imprensa. É, mas o cenário hoje é outro. A internet chegou oferecendo uma nova forma de entregar conteúdo para o público. A criação das mídias digitais transformou por completo e ainda está transformando o acesso e a distribuição da informação.

Poucos jornalistas se deram conta das possibilidades que a internet oferece, inclusive de mais independência e liberdade na profissão. De, com criatividade, encontrar caminhos novos e até fundar o próprio veículo de comunicação.  As empresas de comunicação também estão longe de dominar esse novo universo, uma das razões da profunda crise em que mídia está metida. Essas dificuldades têm afetado e preocupado os jornalistas, porém essa reviravolta representa uma imensa oportunidade para nossa área. Mas é preciso se apoderar disso e partir para a ação. É o que têm feito muitos jornalistas estrangeiros e também alguns brasileiros.

Bem aqui na capital paranaense, a jornalista Vanessa Brollo nos dá uma aula de como identificar oportunidade e inovar, alinhada com as novas tendências do mercado. Depois de vinte anos atuando na reportagem e na redação de televisões e como assessora de imprensa, atividades que continua a desenvolver, ela resolveu ter seu próprio veículo de comunicação. Isso mesmo! Decidir a linha editorial, as pautas, que tipo de assunto ela chancelaria. Em suma, escrever livremente sobre o que gosta e também conquistar uma renda extra.

Vanessa-Brollo

Só que, chegar até a concepção de seu blog Partiu Plano B não foi nada fácil. Se você quer empreender e acha que é simples, que os resultados vêm da noite para o dia, pode desistir mesmo! Ter sucesso no próprio negócio na área de comunicação é tão trabalhoso e difícil como em qualquer outra área, eu diria que com uma dose de dificuldade e ao mesmo tempo fascínio a mais, porque estamos explorando terreno desconhecido, já que o segmento de informação é outro na era das mídias digitais. Porém, é possível. E a Vanessa está aí para confirmar.

O princípio de tudo foi uma demorada reflexão sobre o que poderia desenvolver que ultrapassasse as fronteiras da redação televisiva. “Sempre soube que poderia produzir algo a mais. Admiro quem faz artesanato, quem tem um serviço diferenciado, mas eu gosto de escrever, a minha ‘arte’ é essa”, diz a jornalista. E complementa: “Também admiro pessoas que têm coragem de mudar de vida, de seguir um sonho. Então decidi ter um blog que conta histórias de sucesso”. Definido o negócio que queria criar partiu, com trocadilho, para a ação e foi aí que, segundo ela, encontrou as maiores dificuldades: na hora de colocar a ideia em prática.

Captura de Tela 2015-10-28 às 11.25.22

O caminho entre a concepção do projeto até a primeira versão do site no ar foi de muitas dúvidas, troca de informações com blogueiras e outros profissionais, estudo e dedicação. Segundo Vanessa, empreender com pouco dinheiro também é um obstáculo. Ela conta que se tivesse mais recurso para investir no negócio de início, já estaria monetizando o blog. Só agora ela conseguiu investir no mídia kit. Conciliar todas as atividades e separar muito bem o emprego do empreendimento próprio é uma importante estratégia. Mas o esforço vai além, diz Vanessa: “Outro desafio é aprender tudo o que você precisa para empreender. Alguns já são empreendedores natos, mas no meu caso confesso que estou aprendendo tudo do zero.”

nova

E-mail recebido de uma leitora do blog.

Vanessa já está em um estágio avançado de seu empreendimento e vai começar a colher os “frutos mais maduros”, aqueles que demoram mais para ficarem prontos, mas que compensam pelo sabor. Depois de um ano de blog, muitos cursos sobre empreendedorismo, mídias sociais e o alcance de uma audiência respeitável, ela começou a oferecer banners para publicidade na página. E com certeza veremos Vanessa atingindo também seus objetivos com faturamento em breve, ficamos na torcida!

O reconhecimento já começou. O blog recebeu o Prêmio Sebrae de Jornalismo pela história Sucesso com aulas virtuais de patchwork, sobre uma professora de patchwork que viu seu faturamento mais que triplicar depois que começou a oferecer aulas virtuais. Na segunda parte deste artigo vou compartilhar com vocês na íntegra o restante da inspiradora entrevista da jornalista, que com muita coragem, criatividade e disposição está revolucionando a própria atuação e, por consequência, contribuindo para reconstruir um mercado em transformação. Não perca o próximo post, ainda esta semana!

Sebrae-Vanessa_brollo

E se quiser deixar também seu relato, compartilhar com a gente sua trajetória empreendedora, será super bem vindo!!!

About The Author

ViRachinski

Inconformada com o conformismo...empenhada em evoluir...adora discutir, no melhor sentido da palavra. Filha de Ivo sábio e Diva guerreira, mãe de Francisco, só o nome já explica. Jornalista, montanhista e em busca de novas trilhas!!!

Comente