Como turbinar suas tarefas e projetos

Você tem uma ideia. Brilhante. Enfim, você pode realizar aquele sonho de trabalhar com autonomia e não depender de chefe. A ideia é fantástica. Você até se imagina ganhando muito dinheiro, dando entrevista na TV para seus colegas sobre o sucesso do negócio! Você conta para os amigos. Alguns se empolgam, outros não lhe dão muita atenção: “mais um projeto?”. Desta vez é diferente, você pensa, e começa a trabalhar.

Você faz alguns esboços, pesquisa na internet. Distrai-se um pouco com o facebook. Volta ao projeto. Começa a pesquisar em inglês também. Encontra um cara na Dinamarca que fez algo bem parecido com a sua ideia. Depois descobre que um fotógrafo amador no Espírito Santo também tem outro programa similar e já foi até premiado por isso. “Que droga! Porque eu não comecei antes?” Aí você levanta, chuta o pé da mesa, desiste da ideia e volta ao estado inerte.

trabalhando

Foto: Tran Mau Tri Tam

Quantas vezes isto já aconteceu com você, jornalista? Abra sua gaveta. Conte quantas ideias incríveis você guardou ali. Quantas pautas caíram ou não foram aceitas pelo editor? Quantas você perseguiu por conta própria e quantas você abandonou? Quantas vezes você desistiu daquele curso de Photoshop avançado? Ou daquela proposta de parceria do seu amigo?

Calma! Todos nós acumulamos iniciativas frustradas em nossas gavetas. Projetos inacabados não são exclusividade sua. O que nós queremos aqui é refletir sobre as razões pelas quais abandonamos nossas ideias e descobrir como mudar este hábito engavetador.

f-this

Persista sempre

Este é um dos principais motivos pelos quais muita gente fica pelo caminho. Algumas ideias precisam de tempo para amadurecer, se concretizar e gerar frutos. Nenhum negócio começa já bem sucedido! Se a gente desiste muito cedo, nunca vai saber se o projeto era bom mesmo.

Eu também me enquadro aqui. Já desisti de muita coisa que tinha tudo para dar certo na minha vida profissional e pessoal também. Mas pensemos num atleta olímpico, por exemplo. Quanto tempo de treinamento diário? Quantos anos de dedicação? Quantas competições perdidas, em que o pódio ou o topo ficaram só na imaginação e tiveram de ser engolidos com a frustração? Em nossa vida e projetos não é diferente, precisaremos ‘competir’ muitas vezes, perder várias, para vencer algumas.

Não lembro o autor da frase, desta olimpíada, que ficou  para minha vida (quem souber pode dar o crédito), mas quero compartilhar ainda assim: “o vencedor é o perdedor que insistiu”!

Caminho só

Acredite nas suas ideias

Sim, eu sei que parece artigo de livro de autoajuda (sem preconceito, eu adoro autoajuda), mas é a mais pura verdade. Se você começa em um projeto e lá no fundo você acha que vai dar errado, que não tem potencial, as chances de isso acontecer são grandes.

Para fazer as coisas darem certo, sejam elas grandes ou pequenas, é preciso acreditar e colocar sua mente para trabalhar a favor da crença positiva. Se você não acredita na sua própria ideia, quem mais irá acreditar?

Foto: Kyle Broad

Foto: Kyle Broad

Mantenha o foco

Não é incrível como nós jornalistas, temos uma grande capacidade de concentração? Afinal todos os dias nós escrevemos textos na redação barulhenta com telefones tocando e chefes gritando pelo deadline. Ou pior, na rua, ao final de uma coletiva, estamos lá, absortos e extremamente focados em nossa matéria, escrevendo ou gravando uma passagem.

Já sabemos o segredo do foco. Concentrar a mente em uma coisa só. Se tentamos fazer muitas coisas ao mesmo tempo, acabamos por não fazer nenhuma. Divida seu projeto em partes e foque em cada uma delas por vez, como se fosse uma matéria e o jornal estivesse quase fechando. Você vai ver como funciona!

Foto: Rachel Crowe

Foto: Rachel Crowe

Aprenda a gerenciar seu tempo

Sim, eu sei, jornalistas nunca têm muito tempo e estão sempre atarefados. Você começa uma coisa, logo surge outra mais importante e a anterior fica de lado. Assim, o tempo vai passando e você não fez nada do que precisava.

Uma grande dica é dividir seu projeto e criar prioridades. Comece pequeno. Não adianta estipular como meta terminar a tese de mestrado em uma semana. Vá aos poucos. Um dia sua meta pode ser ler artigos importantes que você separou há algum tempo. Em outro dia, escrever uma página ou marcar uma reunião com o coordenador. Dividindo seus dias por tarefas e definindo o que é mais importante, fica fácil organizar sua agenda e concluir seus projetos.

Outra dica valiosa é usar a técnica pomodoro. Criado por Francesco Cirillo, o método consiste em programar um timer de cozinha para 25 minutos e durante este tempo focar em uma tarefa, sem distrações. Depois disso você tem cinco minutos de intervalo até o próximo pomodoro. Para saber mais sobre outros detalhes do processo, entre no site oficial: Pomodoro Technique.

Foto: Site Pomodoro Technique

Foto: Site Pomodoro Technique

Busque preparo

Ao contrário do que muita gente imagina, não é apenas a falta de dinheiro ou de patrocínio que emperra projetos de centenas de jornalistas mundo afora. Somos nós mesmos, os jornalistas, que por medo ou qualquer uma destas razões acima, ficamos acomodados nas redações que não pagam o suficiente e ainda nos tiram o prazer da profissão. Por isso mudar a mentalidade é o primeiro passo para colocar nossos projetos em prática.

Deixo ainda o vídeo da palestra do escritor e professor de estratégias de comunicação na Columbia University, nos Estados Unidos, Simon Sinek. No TEDxPugetSound, ele conta o que difere algumas pessoas dos líderes mais importantes e inspiradores do mundo. Para Sinek as pessoas não compram o que as empresas fazem e sim, compram a razão porque o fazem. Ele cita a Apple, Martin Luther King e os irmãos Wright como líderes inspiradores.

*Colaboração: Viviane Rachinski

About The Author

elainenwzorek

Sou amante de mudanças. Seja pra mudar de país ou pra mudar o lado da cama, estou dentro. Adoro contar histórias e ouvi-las também. Adoro mudar de opinião quando os argumentos me convencem. Amo jornalismo, fotografia, inglês, inspiração, vida e pessoas. Amo Guinness. Amo aprender, sempre!

Comente